segunda-feira, maio 17, 2010

DOR DE AMOR

Dor de amor não sara.
Dói sempre...
Dói na tua ausência,
dói em tua presença.
Dói sempre...
Dói quando não te vejo,
dói quando olho tuas fotos.
Dói sempre...
Dói quando não te ouço,
dói quando escuto tua voz.
Dói sempre...
Dói no frio de minha cama,
doi no calor de minha paixão.
Dói sempre...
Dói na calma do mar,
dói na turbulência de minha alma.
Dói sempre...
Dor de amor não...
Sara, não...

Nenhum comentário: